Corpo de agriculto desaparecido há 3 dias é encontrado dentro de cobra de 7 metros na Indonésia

Agricultor foi encontrado, vestindo roupas e botas, dentro de cobra de 7 metros; caso é bastante raro, segundo especialistas. 

Agricultor foi encontrado, vestindo roupas e botas, dentro de cobra de 7 metros; caso é bastante raro, segundo especialistas (Foto: Polícia de Sulawesi Ocidental)

O corpo de um indonésio declarado desaparecido foi encontrado no ventre de uma píton de sete metros que o engoliu, indicou na quarta-feira um representante do arquipélago do Sudeste asiático.

Akbar, de 25 anos, havia saído no domingo de sua casa, em Mamuju, na ilha das Celebes (centro), e não voltou.

Preocupada, sua família avisou a polícia. Depois de encontrar uma píton com uma barriga enorme no dia seguinte nos arredores, os familiares de Akbar pensaram imediatamente que a serpente havia devorado o homem, explicou um responsável de Salubiro, uma aldeia próxima.

A píton estava perto de uma plantação de palma de óleo da família e tinha dificuldades para se deslocar devido a sua barriga inchada, acrescentou o responsável, Junaidi.

“Pensamos imediatamente que a serpente havia tragado Akbar porque perto do lugar encontramos frutos de palmeira, a ferramenta que utilizava para a colheita e uma bota”, acrescentou o responsável.

Os vizinhos tentaram matar o réptil, imóvel. Após uma hora, cortaram a pele da serpente e encontraram dentro dela o corpo inteiro do jovem.

“A vítima foi tragada provavelmente no domingo, já que seu corpo já estava inchado quando o encontramos”, acrescentou.

Nos anos 1990, uma píton foi encontrada na mesma região, mas nunca ninguém havia sido tragado por uma serpente, indicou Junaidi.

Em 2013, em Bali, uma píton matou um vigia em um hotel junto a uma praia da ilha mais turística da Indonésia.

Corpo de indonésio é encontrado dentro de cobra de 7 metros (Foto: Reprodução/YouTube)
Corpo de indonésio é encontrado dentro de cobra de 7 metros (Foto: Reprodução/YouTube)

Fonte(s):
Resultado de imagem para imagem correio do estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *