Piloto acelera e joga lancha contra outra embarcação em SP; assista

Capitania dos Portos está investigando o que realmente aconteceu.
Colisão aconteceu perto da Ilha das Palmas, entre Santos e Guarujá.


A Capitania dos Portos está investigando a colisão entre duas lanchas nas proximidades da Ilha das Palmas, no litoral de São Paulo. De acordo com testemunhas, o piloto da embarcação laranja, em alta velocidade, jogou propositalmente o barco em cima de outra lancha, onde uma família aproveitava o fim de tarde e gravava um vídeo do pôr do sol.

O vídeo obtido pelo G1 mostra várias pessoas, incluindo crianças, dentro de uma lancha. Ao fundo, uma outra embarcação aparece e rapidamente provoca uma colisão lateral. Os ocupantes da lancha atingida se assustam e começam a gritar, questionando o motivo do outro piloto ter provocado o acidente.

De acordo com uma testemunha ouvida pelo G1, que prefere não se identificar, o vídeo foi gravado durante o carnaval, quando dezenas de embarcações estavam nas imediações da Ilha das Palmas. O piloto da lancha responsável pelo acidente estaria fazendo várias manobras irregulares e, inclusive, chegou a quase virar um outro barco que passava pelo local.

“Ele estava muito louco. O objetivo era tirar uma ‘fininha’ para assustar as pessoas. Ele não errou a manobra. Bateu no cara de propósito. Eu estava na minha embarcação e ele passou por mim. Foi uma irresponsabilidade. Ele poderia passar por cima das pessoas e até matar alguém. Todo mundo ficou em choque. Tinha até uma criança de muletas no barco”, disse.

Localizada em Santos, no litoral de São Paulo, a Ilha das Palmas abriga o ‘Clube de Pesca de Santos’, uma área que pode ser frequentada exclusivamente por sócios ou visitantes acompanhados. É muito procurada, principalmente, por turistas de São Paulo, que vão ao local relaxar e aproveitar o calor longe da badalação da cidade.

De acordo com a Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos de São Paulo, o abalroamento entre as embarcações ‘Dika Brothers’ e ‘Again’ ocorreu no fim da tarde do dia 28 de fevereiro.

Após a colisão, uma equipe de peritos da Capitania dirigiu-se para as marinas, onde se encontravam as embarcações. Foi realizada perícia nas duas lanchas, testemunhas foram ouvidas e foi confeccionado um laudo pericial. Não houve vítimas nem poluição ambiental.

Ainda de acordo com a Capitania dos Portos, um inquérito administrativo foi instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente.


Fontes do:

Resultado de imagem para g1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *